Por Amanda Almeida!
Coreia Filmes/Séries

W – Two Worlds

O que você faria se descobrisse que um personagem que você criou ganhou vida própria e começou a traçar o próprio caminho dentro da história? Ou melhor (ou pior, depende do ponto de vista), o que você faria ao ser arrastada para dentro de sua história favorita? Quando soube um pouco da premissa de W fiquei extremamente entusiasmada, e o fato do drama ser considerado um dos melhores dramas de 2016 fez com que eu atropelasse algumas séries que eu queria assistir e acabasse assistindo os 16 episódios em uma maratona frenética de 3 dias. Daí já dá pra perceber que eu gostei um bocado. Enfim, vamos ao que eu achei.

No início conhecemos Oh Yeon Joo, uma residente de cirurgia cardiotorácica do segundo ano cujo pai é um dos maiores cartunistas da Coreia e criador do webtoon de grande sucesso W. Certo dia o pai de Oh Yeon Joo desaparece misteriosamente, e enquanto ela procura por pistas dele em seu escritório, é tragada para dentro do táblet de seu pai por Kang Chul(Personagem principal de W), e acaba surgindo em um lugar completamente diferente, e para piorar, com a própria pessoa que a puxou ferida gravemente a seu lado. Desesperada, ela faz de tudo para salvá-lo. Não demora muito para que “a ficha dela caia” e constate onde realmente está, e quando ela menos espera, acaba voltando para a sua realidade. E a partir dai começa toda uma trama envolvendo esses dois mundos (o real e o de W) de uma maneira tão intricada e instigante que fez com que eu não conseguisse parar de assistir até terminar.

W – Two Worlds é um drama sul coreano cuja narrativa, creio eu, foi desenvolvida para mostrar um pouco de como é o processo de criação de um personagem e do enredo em que ele está inserido. No inicio não fazia ideia de como esses dois mundos iriam se interligar, mas o desenvolvimento foi tão genial que ficou até crível a possibilidade de algo assim acontecer. Ele tem em sua história tudo na medida certa, momentos cômicos, romance, drama e ação. Mas o que achei mais interessante foi justamente o enredo, e as consequências que a alteração nele poderiam causar nos personagens e na própria Oh Yeon Joo que volta e meia era levada para dentro de W.

Quanto aos personagens, Oh Yeon Joo é uma personagem que começa de uma forma não tão significativa, entretanto, no decorrer dos acontecimentos ela vai se modificando, crescendo por assim dizer. Mesmo ela sendo sonhadora em muitos momentos no início (afinal seria algo extremo você se encontrar com aquele crush literário, eu não saberia como agir)ela se torna a peça chave para toda aquela situação que foi criada, e para o fim dela.

Já Kang Chul é aquele tipo de personagem que te encanta, e a forma com que ele foi trabalhado é incrível. Muitas situações aconteceram durante o drama, e creio que determinação é a principal característica do personagem. Ele não aceitou o próprio fim, e por isso acabou criando uma quebra no próprio enredo que foi predeterminado para ele.

A genialidade de W instigou ainda mais aquela vontade de escrever e criar histórias dentro de mim. E não nego que me fez pensar como seria encontrar um dos personagens que idealizei. O drama não é longo, tem apenas 16 episódios, e recomendo com toda certeza, mesmo àqueles que nunca assistiram alguma produção asiática.

Forte abraço,

You Might Also Like...

6 Comments

  • Reply
    Bel
    9 de fevereiro de 2017 at 10:51 am

    Oi Amanda,

    Nunca assisti um filme sul coreano mas achei a premissa da história muito boa. Sem contar que qualquer história que envolva HQs e cartoons, eu acho fofo!

    Bjs

    http://belsantanna.com/

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de fevereiro de 2017 at 5:26 pm

      Oi Bel,
      Espero que você goste.
      bjus

  • Reply
    Beatriz Cavalcante
    9 de fevereiro de 2017 at 12:58 pm

    Nossa já adorei toda o contexto da história e vou procurar depois para assistir. Eu não curto muito filmes coreanos (eles são doramas?) pq sempre é muito forçado e acaba ficando meio sem graça para mim mas esse parece ser um pouco mais “maduro” e eu tava procurando algum nesse estilo então parece que eu achei. 😛

    Beijo!

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de fevereiro de 2017 at 5:28 pm

      Oi Bea,
      Tem alguns que realmente são exagerados, mas tem algumas histórias mais “sérias” digamos assim. Espero que você goste.
      Bjus

  • Reply
    Clayci
    10 de fevereiro de 2017 at 9:18 am

    Gente e não é que bateu a curiosidade aqui desse lado? hahahahaha
    Amei a premissa/contexto da história,

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de fevereiro de 2017 at 5:29 pm

      Oi Clayci,
      Espero que você goste quando assistir.
      bjus

    Leave a Reply