Por Amanda Almeida!
Comportamento

Sobre a vida adulta…

Quando se é criança ou adolescente, principalmente adolescente, olhamos para a vida adulta e a idealizamos tanto ; projetamos uma infinidade de sonhos, que em determinados momentos esquecemos de colocar nossos pés no chão e olhar para nossas projeções de uma forma mais séria e realista, e menos sonhadora. É fato que tudo isso não é algo que simplesmente brota em nossas cabeças, somo influenciados pelos nossos pais, pela mídia, e porque não, pelos blogueiros que a cada momento nos apresentam um estilo de vida perfeito e maravilhoso. Mas, quando enfim chegamos à fase adulta da vida percebemos que nem tudo é um mar de rosas. Pensando nisso, listei algumas coisas que se algum dia tiver filhos, com certeza vou tentar passar isso pra eles.

– Dê sempre o seu melhor, mas não fique chateado se o seu melhor não for o mesmo “melhor” do outro.
Temos o hábito de dizer e ouvir essa pequena frase em vários momentos de nossas vidas, mas às vezes acredito que algumas palavras a mais poderiam ser incluídas. Quando somos mais jovens, e até mesmo quando mais velhos, temos o péssimo hábito de nos comparar, seja em casa com os irmãos, na escola, no trabalho, não importa, é quase que uma sina. Mas a verdade é que aquela velha frase, seja você mesmo, e faça o seu melhor, são frases que deveriam andar juntas. Dê o seu melhor, e tenha orgulho de seus resultados, se você trabalhou duro pra eles, parabéns! Você já é um vencedor, não importa se você não conseguiu aquele 10, ou se infelizmente não conseguiu passar naquela prova, ou não conseguiu aquele trabalho. Não desista, continue lutando e trabalhando, do seu jeito, que uma hora você vai conseguir.

– Nem sempre alguns projetos da adolescência se realizam da forma que esperávamos; tudo tem seu tempo.
Nem tudo aquilo que projetamos na adolescência acontece da forma projetada, e isso é uma regra da vida. Imprevistos acontecem e infelizmente alguns sonhos tendem a não se concretizar. E isso é ruim? Não, não é. Algumas pessoas podem dizer, “mas enquanto há vida há chances de realizar algum sonho”, e isso é uma grande verdade, mas uma das coisas que se espera da fase adulta é uma coisinha chamada maturidade. Alguns amadurecem logo, outros demoram, e alguns infelizmente nunca chegam lá, mas é um fato que quando chegamos a fase adulta alguns sonhos são substituídos por outros, e é inevitável que aquele desejo infantil ou “teen” acabe sendo substituído ou modificado no caminho.

– Expectativas e mais expectativas.
Às vezes esperamos demais. Às vezes esperam demais da gente. São muitas expectativas, mas o importante é sempre ouvir as pessoas que se importam com você, mas ao mesmo tempo saber impor aquilo que você quer fazer. Isso é exercício importante, pois no futuro será determinante em alguma situações do cotidiano da vida adulta. Ter paciência para esperar sem idealizar algo na sua cabeça é um dom. Lembre-se, tudo é o resultado do tempo que você dedicou para que determinada coisa dê certo. Trabalhe duro e colha os frutos, não espere simplesmente.

E por fim, a vida adulta não é fácil, é cheia de responsabilidades, tem momentos difíceis, mas assim como as fases anteriores é mais uma fase da sua vida. Estou vivendo essa fase e digo, não está sendo fácil, mas o bom é que tenho pessoas que me apoiam nos momentos que preciso. E talvez esse seja o grande segredo, ter pessoas em quem contar, seja apenas pra ser um bom ouvido, ou simplesmente estar lá, te apoiando e amando. E o resto a gente trabalha pra conseguir.

Abraços,

You Might Also Like...

11 Comments

  • Reply
    Alisson
    7 de abril de 2016 at 9:17 pm

    Oi Amanda, tudo bem?

    Acredito que temos idades próximas e estamos passando por dilemas semelhantes.

    Belo texto, mas acrescentaria ainda que dificilmente alcançamos um pedacinho que seja daquele mundo maravilhoso idealizado na infância.

    As responsabilidades e a rotina nos sugam as forças, fazem os primeiros fios brancos aparecerem e, por vezes, acabamos substituindo sonhos por convenções e comodidade. Por mais simplório que pareça, o Petit Prince tem toda razão ao dizer que as pessoas grandes são mesmo assim.

    Te desejo toda sorte e força para passar por estes turbilhões!

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de abril de 2016 at 2:13 pm

      Oi Alisson,
      Verdade, a grande maioria das pessoas não realiza boa parte dos sonhos de infância, o que é uma pena. Mas o importante é manter a positividade.
      Abraços.

  • Reply
    Thay
    9 de abril de 2016 at 11:31 am

    O nosso problema é cair no conto da idealização, de pensar que quando chegarmos lá tudo será lindo e mágico. Mas aí percebemos que não é bem assim e nem sempre conseguimos chegar no ‘lá’. Viver com expectativas nunca dá certo, acho que seus conselhos para seu futuro filho serão super importantes para fazê-los entender que tudo na vida tem seu lado bom e ruim, basta a gente saber lidar bem com isso.
    Beijo!

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de abril de 2016 at 2:15 pm

      Oi Thay,
      Verdade, mas quanto mais cedo ensinarmos as crianças a não alimentar tantas expectativas, acredito que elas acabam se tornando adultos menos frustrados.
      Abraços,

  • Reply
    Priih
    11 de abril de 2016 at 10:30 am

    Oi Amanda!
    Gostei do texto. De fato, a vida adulta não é nem um pouco parecida com o que idealizamos. Quando eu era adolescente, me imaginava uma super adulta com a vida super definida aos 22. Tenho 22 e nada aconteceu como eu imaginava, e eu nem me sinto tão madura assim hahaha! O jeito é ir dançando conforme a música. 🙂
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de abril de 2016 at 2:18 pm

      É estranho né Priih.
      Eu tenho 26 e também não estou onde imaginava que estaria. Mas enfim, vamos vivendo e lutando né?
      bjus

  • Reply
    Lih Maria
    11 de abril de 2016 at 10:26 pm

    Ahhh, a vida adulta é tão contraditora, tão cheia de expectativas, tão deliciosamente complicada!
    Ainda não sei lidar muito bem com ela.
    Ameeei seu texto <33
    Bjoos
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de abril de 2016 at 2:21 pm

      Obrigada Lih.
      Bjus

  • Reply
    Jessica M
    12 de abril de 2016 at 1:46 pm

    Quando somos crianças, fantasiamos completamente a vida adulta. Quando entramos na adolescência acho que a vida já começa a cobrar um pouco que a gente seja alguma coisa ‘importante’. Então entramos na fase adulta cheio de expectativas e imaginando uma coisa completamente diferente da realidade.
    Vamos batalhando aos poucos que um dia tudo dará certo.
    Beijos!

    • Reply
      Amanda Almeida
      13 de abril de 2016 at 2:24 pm

      Oi Jessica,
      pois é, mas acho que o segredo é continuar lutando a cada dia e nunca desistir.
      bjus

  • Reply
    Beatriz Cavalcante
    15 de abril de 2016 at 8:04 pm

    Tô nessa fase também e acho que se cobrassem um pouco menos da gente as coisas seriam um pouco mais suaves. Cobram que a gente tenha uma faculdade boa, um emprego numa mega empresa, namorado, apartamento, filhos, um carrão e isso acaba gerando frustração porque as vezes a gente nem quer isso ou quer e não consegue. Eu cometo muito esse erro de comprar com outras pessoas e acho que é a coisa que mais me deixa chateada. As vezes eu acho todo mundo está vivendo e fazendo muito mais coisa que eu enquanto eu fico aqui perdida sem saber o que fazer, haha.

    Mas bola pra frente. 😛

    Beijos!

  • Leave a Reply