Por Amanda Almeida!
Pessoal

Paixão por boas histórias.

Acredito que eu já tenha escrito aqui sobre o meu amor incondicional por boas histórias, não importa em que formato elas estejam. E de certa forma chega a ser engraçado, pois sempre que assisto, leio ou jogo uma boa história, minha cabeça começa a trabalhar de tal forma que começo a pensar em inúmeras possibilidades para àqueles personagens.

Costumo dizer que a mente detentora do enredo é um mistério. Sabe de tudo, e mostra apenas aquilo que gostaria de ser mostrado, para que a revelação no ápice do enredo tenha o impacto desejado. Se pudesse, conversaria com um maior numero de criadores de histórias possíveis, simplesmente para poder trocar experiências e poder absorver um pouquinho de toda essa genialidade.

Todo esse meu pensamento sobre boas histórias voltou por conta de um evento que aconteceu esses dias, a E3, que é considerado o principal evento anual de games. E um dos jogos que mais amo, e que foi um dos grandes motivos pra eu ter adquirido um Xbox One, Ori and the Blind Forest, ganhou uma sequência cujo o trailer me fez chorar de tão feliz que fiquei. A sensibilidade do enredo, da trilha sonora, da direção de arte fez desse jogo uma obra prima maravilhosa, e sempre que vejo algo assim, que toca lá fundo, aquele sonho antigo de contar histórias ganha cada vez mais força.

Não sei se já falei por aqui, mas um dos meus sonhos é o de conseguir publicar algo, fazer com que essas inúmeras histórias que estão aqui dentro dessa cabecinha inquieta possam de alguma forma ganhar vida. Se pudesse escolher o trabalho dos sonhos, esse seria o meu; contar histórias, e de alguma forma poder vê-las criarem vida. Pode parecer loucura, mas a relação que temos com nossas histórias é algo tão forte, que amamos cada personagem criado como se fosse real, e acredito que isso aconteça, pois no fundo, cada história é como um filho que cultivamos em nossa imaginação.

Hoje, essa minha paixão se estendeu para além dos livros, filmes e séries. Hoje admiro o bom enredo de um mangá, anime e jogo de vídeo game. E perdi a conta de quantas vezes vibrei em frente à tela do pc nesses dias assistindo a E3, ao constatar alguns jogos que prometem histórias incríveis, desde as mais densas às mais leves e divertidas. Então, pra mim não importa o formato em que a historia esta sendo contada, contanto que seja uma boa história e que de alguma forma ela mexa com o meu coração.

E pra concluir essa postagem, vou colocar pra vocês o teaser do novo jogo do Ori, para quem não conhece e queira conhecer, tem resenha dele aqui no blog. Ori and The Blind Forest é um jogo que vale e muito a pena ser jogado, e confesso pra vocês, chorei jogando, e chorei quando vi o teaser de Ori and the Will of the Wisps. Agora é aguardar pelo lançamento, pois tenho certeza que mais uma boa história está por vir.

Abraços,

You Might Also Like...

1 Comment

  • Reply
    Vanessa
    6 de julho de 2017 at 6:59 pm

    awwhh flor, espero que você consiga realizar seu sonho de publicar algo <3
    Acho tao lindo ouvir/ler as pessoas falarem dos seus sonhos com toda essa paixao.
    E é nossa paixao que nos dá identidade. Enfim, meus melhores desejos pra você!

  • Leave a Reply