Por Amanda Almeida!
Coreia Filmes/Séries

Oh My Venus – 오 마이 비너스


Depois de muitos anos de insistência da minha amiga Kelen, do blog Kelen Vasconcelos, eu enfim me rendi ao mundo dos Dramas Coreanos, ou para os íntimos, K-Dramas. Não vou negar, mas a minha resistência com relação às produções orientais era puro preconceito mesmo, não nego, mas depois de ver um pedacinho desse drama na minha timeline do facebook, e de ter um sonho um tanto estranho, resolvi enfim assistir Oh My Venus, e olha, há muito tempo não me divertia tanto.

Oh My Venus é um drama sul coreano de comédia romântica de 16 episódios que conta a história de Kang Joo Eun, uma garota extremamente linda e popular de sua cidade, tão popular que era conhecida como a Vênus de Daegu. Todos os garotos queriam sua atenção, e seu coração, mas apenas o nadador Im Woo Shik conseguiu esse feito, e em consequência, os dois namoram por 15 anos(pois é, muito tempo). Contudo, os anos passam e a Vênus muda um bocado, e acaba deixando de ser aquela beldade toda, mas em compensação ela conseguiu realizar um grande sonho, o de ser advogada.

Por outro lado, temos Kim Young Ho, um famoso personal trainer de celebridades nos Estados Unidos, mais conhecido como John Kim. Mas, a verdade é que ele é o herdeiro de um império hospitalar na Coréia, e tudo o que ele mais queria era ficar longe de lá, e das lembranças do passado. Mas, para acompanhar seu pupilo, o lutador de MMA, Jang Joon Sung, ele resolve voltar para Coreia, e é neste voo que ele conhece Kang Joo Eun, e acaba salvando sua vida, e é ai que a história realmente começa.

Não vou falar mais tanto em relação ao enredo, mas um pouco sobre o que eu achei do Drama em geral. Pra começar, de fato as atuações e a forma como a história é conduzida é um pouco diferente das ocidentais, mas é algo que é obvio pelo simples fato da cultura oriental ser diferente. Mas é um diferente que é muito bom. Ri muito enquanto assistia Oh My Venus, pois tem umas cenas que chegam a ser toscas, mas são tão engraçadas, que eu precisei controlar um pouco a risada enquanto assistia no meu horário de almoço no trabalho.

Mas apesar de ter essa temática bem ao estilo comédia romântica, o drama também tratou de coisas bem sérias como violência doméstica, bulimia, anorexia, e a condição feminina na Coréia, mas de maneira bem leve. Durante o drama percebi que uma mulher bem sucedida na cultura oriental é aquela que se casa e tem pelo menos um filho, e que os coreanos tem um prazo para o casamento, e quanto mais o tempo passa, deu a entender que mais difícil fica para se alcançar o objetivo. Acredito que isso ainda seja algo convencional por lá, mas deu pra perceber uma pitada de crítica quanto a isso, pois Kang Joo Eun é uma mulher de 33/34 anos e que era bem sucedida na sua carreira, apesar de alguns conflitos no trabalho, mas volta e meia era cobrada pela mãe para que arrumasse logo alguém, se casasse e lhe desse netos, pois o tempo já estava avançado.



Quanto aos personagens, gostei muito de todos eles, tanto dos principais, quanto dos coadjuvantes, mas não vou falar muito de cada um, pois são muitos. Mas no geral têm de tudo aqui; o feliz e que ama a todos, o sério e com cara de bravo, que acabou virando meu crush coreano, personagens engraçados, outros mesquinhos e invejosos, o que não faltam são tipos aqui, e acredito que por isso me agradou tanto.

Enfim, recomendo com toda certeza, pois tem uma história gostosa e divertida, com uma pitada de drama pra mostrar que a vida não é um mar de rosas. E se você, assim como eu tinha, tem certo preconceito com relação as produções orientais, dá uma chance pra esse ou outros dramas, a probabilidade de você acabar se divertindo e gostando é enorme.

Abraços,

Imagens do post:dramabeans’s Bucket album.

You Might Also Like...

3 Comments

  • Reply
    Lorraine Faria
    22 de setembro de 2016 at 10:03 am

    Nem sabia da existencia desses k-dramas :O a gente fica tão focado nas produções nacionais e americanas que esquece que tem todo um mundo de coisas bacanas fora disso!! Unica coisa asiatica (no caso acho que era japonês) que assisti foi um filme MUITO bom e MUITO triste da segunda guerra! Acho que em português era cemitério dos vagalumes! Demais! 😀

    • Reply
      Amanda Almeida
      5 de outubro de 2016 at 6:01 pm

      Oi Lorraine, verdade, ficamos tão focados nas produções ocidentais que esquecemos do outro lado, que também produz coisas incríveis.
      Anotei o nome do filme, vou procurar para assistir depois.
      bjus

  • Reply
    Kelen Vasconcelos
    16 de outubro de 2016 at 11:37 pm

    Olá Amanda!
    Fico muito feliz de poder ter participado ativamente desse seu ingresso nesse fabuloso mundo ^^
    Bjoss
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

  • Leave a Reply