Por Amanda Almeida!
Organização Pessoal

Livros, desapegos, e faxina…

Prateleiras de livro
Oii, tudo bem?

Eu fiquei uns bons meses sem conseguir efetuar o que eu chamo de faxina literária. Desde meus tempos de blog exclusivamente literário, e quando comecei a trabalhar, comecei a literalmente acumular livros. Seja livros recebidos em parceria, ou comprados mesmo. Até hoje tenho o hábito de comprar livros, mas com um pouquinho mais de moderação, visto que já tenho livros de mais na minha fila de leitura.

Há duas semanas, quando enfim resolvi dar a dita faxina literária, passei o dia inteiro enfurnada no cômodo que chamo modestamente de escritório. Retirei todos os livros que eu tinha, e comecei a pensar se realmente manteria os livros lidos na coleção ou se os passaria pra frente. A verdade é que estava seguindo algumas das dicas da Marie Kondo, segurava os livros nas mãos, olhava bem pra ele, para todas as marcações feitas, e tentava pensar nos sentimentos que o livro me trouxe, e se por algum motivo iria voltar a lê-lo de novo. Foi um exercício interessante, e no fim, me rendeu 30 livros colocados na caixa para doações.

Claro, ainda mantive alguns de meus livros favoritos, e os demais livros não lidos, e mesmo que as minhas prateleiras ainda estejam bem abarrotadas, o que me deixou um pouco assustada, pois percebi o tanto que eu preciso de uma estante, tenho o proposito de apenas deixar ali os livros lidos que eu realmente quero que estejam ali. Livros lidos, e que não vão ser lidos novamente vou passa-los pra frente.

Eu sempre fui apaixonada por livros e uma acumuladora. Meu sonho era ter uma biblioteca abarrotada de livros, mas de uns tempos pra cá minha opinião quanto a essa vontade tem mudado bastante. Do que adianta ter um cômodo lotado de livros abandonados, que depois de lidos foram sentenciados a uma estante? Posso estar sendo dramática, mas os livros precisam ser lidos, e dar a oportunidade para que outras pessoas possam lê-los e se maravilhar com seus universos é muito melhor do que simplesmente deixa-los guardados.

Não nego que ainda existe um pouco de egoísmo neste coração, pois não conseguiria me separar de todos, apenas daqueles que sei que não voltaria a ler. Mas isso é melhor do que nada né?

Enfim, não julgo quem quer todos os seus livros para si e que não conseguem se separar deles, por favor, isto não é uma crítica pois apesar dos desapegos ainda sou um pouco assim, mas apenas estou compartilhando minha experiência. E preciso dizer, ver a cara de outras pessoas que amam ler ganhando livros de presente é simplesmente indescritível.

You Might Also Like...

27 Comments

  • Reply
    Stephanie Ferreira
    25 de outubro de 2016 at 12:49 pm

    Mesmo com este mesmo sonho de ter uma biblioteca enorme de livros, eu fico pensando que outras pessoas poderiam ler aquele livro… Daí sempre acabo separando um ou outro pra doação! Adorei sua iniciativa Amanda! Bom que te abre espaço para outros livros e assim vai…
    Beijos

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 8:59 am

      Também penso o mesmo Stephanie, se eu não vou voltar a ler, outra pessoa pode ter a oportunidade.
      bjus

  • Reply
    Jessica M
    25 de outubro de 2016 at 5:09 pm

    Olá Amanda!
    Há um ano mais ou menos comecei minha faxina literária e só guardei 1, que foi meu preferido de todos.
    Mas hoje, menos apegada, estou pensando em me desfazer desse também. A minha solução foi guardar aqueles que eu li e gostei em formato digital.
    Como também mantenho um arquivinho de texto com as frases e anotações, facilita bastante o meu desapego.
    Marie Kondo tem mudado vidas rsrs. Ouço muita gente falando sobre ter mudado de pensamento depois do livro, e também uso a técnica do sentimento antes de me desfazer.
    Beijos!

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 9:17 am

      Oi jessica,
      de fato flor, essa mulher mudou e muito a forma como pensava sobre certas coisas, e como ser uma pessoa acumuladora não faz muito bem. Ainda não me desfiz de todos, mas pra mim já foi um grande passo ter começado o processo.
      bjus

  • Reply
    Lorraine Faria
    26 de outubro de 2016 at 8:45 am

    Aiii, é difícil mesmo desapegar de livros.. principalmente nossos queridinhos 🙁 mas é a mais pura verdade os ensinamentos da Marie (ainda que radicais) e manter só o que deixa a gente feliz!

    beeeijo

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 9:29 am

      Pois é Lorraine, é difícil, mas necessário.
      bjus

  • Reply
    priscilla barreto
    26 de outubro de 2016 at 5:10 pm

    Confesso que tenho apego aos meus cds (sim sou vintage kkkkk) , dvd´s e livros. Mas me forço a desapegar de vez em quando justamente porque outras pessoas tb merecem ter acesso a cultura e a coisas tão legais e inspiradoras.

    Amei o post
    Bjs
    Pri
    http://www.styledchicas.blogspot.com.br

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 9:52 am

      Oi Priscila,
      Verdade,é sempre bom compartilhar cultura.
      bjus

  • Reply
    Gabi
    26 de outubro de 2016 at 5:28 pm

    Oi, Amanda! Tudo bem?
    Quase me “apavorei” lendo o seu post, de tanto que os nossos pensamentos estão conectados! Este mesmo post poderia ter escrito por mim! Há alguns meses, tenho pensado a mesma coisa que você. Se eu já li e não pretendo ler de novo, por quê deixar guardado? (Claro que eu também não consigo desapegar de tudo, mas estou conseguindo aos poucos, alguns por vez, hehe). Eu também sonhava em ter uma biblioteca abarrotada de livros, mas mudei de opinião. Ultimamente, estou fazendo faxinas (não só nos livros, mas em todas as minhas coisas) bem periódicas, e quer saber? É uma delícia “me livrar” de coisas que eu não ia mais precisar. Meu novo lema é algo como: esvaziar pra renovar as energias. E é essa sensação mesmo: de que agora tem mais espaço pra respirar, espaço pra coisa nova! <3 Te entendo completamente, Amanda, estamos no mesmo barquinho! 🙂
    Abraços.

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:04 am

      Oi Gabi,
      é muito bom perceber que não estou sozinha nessa barca rsrs, e é bem isso mesmo sabe, desapegar, abrir espaço pra novas coisas, e permitir também que outras pessoas tenha acesso. Também tenho feito algumas outras faxinas, e como você disse, é revigorante.
      abraços flor,

  • Reply
    Camila Faria
    27 de outubro de 2016 at 9:55 am

    Oi Amanda, eu tenho feito isso sempre. Quando acabo de ler um livro novo, decido logo se quero mantê-lo ou se não vale a pena. Meus critérios: eu leria esse livro de novo? eu recomendaria esse livro para alguém? Se a resposta for não para uma dessas perguntas, passo para frente sem dó. Por uma vida mais leve e menos acúmulo! \o/

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:05 am

      Com certeza Camila, é a melhor coisa a se fazer.
      bjus

  • Reply
    Clayci
    27 de outubro de 2016 at 6:30 pm

    Aiiiii… eu desapeguei de vários livros mês retrasado.
    Na hora eu senti dó, mas hoje me sinto bem melhor.
    História que iriam ficar paradas.. Merecem encontrar novos leitores <3

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:07 am

      Com certeza Calyci, é justamente nisso que eu penso.
      bjus

  • Reply
    Dai Castro
    28 de outubro de 2016 at 12:52 am

    Eu acho que esse tipo de faxina faz bem, mas é meio difícil exercitar esse desapego, né? Eu mesma, já estou pensando em doar alguns que eu li, mas que não me marcaram tanto assim, acho válido se desfazer, afinal pode ser interessante para outras pessoas também! Beijos

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:22 am

      Com certeza Dai. No início é difícil, mas depois acaba se tornado um hábito.
      Abraços,
      Amanda Almeida

  • Reply
    Rhayanna
    28 de outubro de 2016 at 10:45 am

    quando criança sempre sonhei em ter uma biblioteca gigante e lotada de livros… principalmente pelo fato de: quero ter filhos. e as melhores lembranças que tenho com meus pais/avós são com eles lendo livros para mim… e querendo ou não foi isso que fez eu ser a leitora que sou hoje. claro que a alguns anos atrás (uns dez anos atrás) as tecnologias não chegavam nem a metade do que é hoje. Então comprei um Kindle e sou muito feliz tendo uma biblioteca na palma da mão. Hahah. Alguns dias atrás resolvi destralhar meus livros também (inclusive pretendo postar no meu blog em breve), fiquei só com os livros que realmente tem algum valor sentimental, porque como você mencionou ali em cima: é muito triste deixar o livro mofando na prateleira sem ter nenhuma intenção de voltar a lê-lo.
    Enfim, sua iniciativa é excelente!

    Beijos!!

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:32 am

      Obrigada Rhayanna, e espero que você consega fazer sua faxina.
      bjus

  • Reply
    Aline Amorim
    28 de outubro de 2016 at 11:39 am

    Eu também sonhava em ter uma biblioteca cheia de livros em casa. Mas mesmo tendo poucos, também já tenho alguns para doação. Peguei alguns que não gostei ou que nunca irei ler e tirei da minha estante!
    Beijos

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:41 am

      Melhor coisa a se fazer Aline.
      bjus

  • Reply
    Fran Oliveira
    28 de outubro de 2016 at 9:27 pm

    Eu sou muito egoísta com os meus livros, não gosto nem de empresta eles! Eu ainda sonho em ter uma biblioteca com diversos livros, mas sei que tem livros que não vou ler mais, então, acho que preciso me desfazer… mesmo tendo criado apego em todos eles! Vou trabalhar mais nesse meu desapego.
    Beijos,
    http://www.dosedeilusao.com

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 10:45 am

      Oi Fran,
      Isso é normal, também já fui muito apegada, mas hoje percebo que o acumulo não faz muito bem.
      abraços,

  • Reply
    Taís
    2 de novembro de 2016 at 9:42 pm

    Acho super dificil desapegar de livros. Tenho alguns no Brasil que mesmo estando longe não consigo me desfazer assim. Mas a atitude de passar pra frente e dar oportunidade pra outras pessoas lerem também é algo maravilhoso! ?

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 11:02 am

      É difícil Taís, mas a gente consegue rsrsr
      bjus

  • Reply
    Carol Espilotro
    3 de novembro de 2016 at 4:01 pm

    Oiiii! Quando me mudei há uns 3 anos, fiz essa faxina… me desfiz de alguns livros que eu não senti nenhum pouco de falta, porque bem, não gostava muito deles e alguns recebi na época do meu blog antigo, quando eu tinha que ler literalmente de tudo. Mas fiz doações e alguns mandei para sebos, o bom é que sobrou um espacinho no meu quarto novo, espaço que já tá indo pro saco! auhsuahsuahsua

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    • Reply
      Amanda Almeida
      7 de novembro de 2016 at 11:06 am

      Oi Carol,
      Muito do que doei foi de livros de parceria, mas é bom abrir espaço pra outras coisas. Mesmo que não dure muito tempo rsrrs
      bjus

  • Reply
    Beatriz Cavalcante
    15 de novembro de 2016 at 11:20 pm

    Eu amo muito fazer esse tipo de faxina!

    Antes de ter o blog eu tinha um pensamento muito bobo que era admirar aqueles blogs que recebiam milhões de livros legais e tinham as estantes lotadas de livros e etc. Fiz um blog e tive parcerias mas hoje eu vejo que não faz mais tanto sentido assim acumular livros. Comprava muita coisa que eu não ia ler só pra ter ali na estante fazendo volume. Hoje eu tiro vários livros que eu não quero e doo, troco, vendo… E é libertador. Tenho mais espaço e leio/compro só o que eu realmente quero. 😀

  • Leave a Reply