Por Amanda Almeida!
Coreia Filmes/Séries

Girls’ Generation 1979(란제리 소녀시대)

Oi, oiii, tudo bem?
Horário de verão começou com tudo, e hoje o sono tá apertando, mas vamo que vamo que ainda é terça feira. E hoje gostaria de trazer pra vocês uma dica de drama que simplesmente foi uma das grandes surpresas pra mim esse ano. Girls’ Generation 1979(란제리 소녀시대) foi um drama que bati o olho nas imagens promocionais e já pensei que seria mais um drama com temática escolar, que seria levinho e daqueles dramas pra dar uma espairecida entre as horas de estudo. Doce engano meus caros, tem tudo isso, mas o caminhão de emoções que esse drama me proporcionou não tá escrito. Por isso resolvi trazer pra vocês as minhas considerações sobre ele.

Personagens femininas fortes.

Esse drama me fez bater palmas pelas personagens femininas em vários momentos, especialmente pelas personagens principais. Lee Jung-Hee é uma menina alegre e cheia de vida, e apesar de não gostar muito de estudar, e pensar de mais em meninos, ela era uma menina determinada que corria atrás daquilo que realmente queria, mesmo que a coisa em questão seja um garoto(Son Jin oppa). Mas uma coisa fofa é que ela cresceu como personagem, mas mantendo o jeito alegre e atrevido dela. Fiquei muito feliz quando ela enfim começou a se impor e colocou pra fora tudo o que sentia de fato, pois ela sofria muito com o tratamento diferenciado que os pais davam pra ela em detrimento do irmão gêmio.

Outra personagem, que pra mim é a melhor e merece aplausos de pé, é Jung Hye-Joo. Ela teve uma educação diferenciada, e seu pai era um professor universitário em Seul que apoiava os protestos juvenis contra o regime militar da época. Muitas das injustiças da época Hye-Joo foi ensinada a não tolerar, e suas opiniões fizeram com que as meninas, em especial Jung-Hee, mudassem um pouco suas posturas. Ela é aquele tipo de personagem que inspira e a relação dela com a Jung-Hee foi uma coisa linda de se ver, aquele tipo de amizade que contribui para o crescimento do outro, e isso foi um aspecto bem positivo do drama.

Mudanças nos Clichês

Eu não vou mentir, eu realmente amo um bom clichê, mas nesse drama eles foram completamente revertidos. Ao invés do cara rico ficar com a mocinha pobre, vimos o contrário, e o melhor, a mocinha pertencente a uma família estável e bem de vida não ligou para os preconceitos da sociedade e lutou pela pessoa que ela amava, e não tinha medo dos julgamentos que viriam por conta disso. E aquele clichê básico de terminar com o garoto mais bonito da escola e deixar aquele amigo leal de lado, bem, nesse drama não foi bem assim, no fim a persistência teve um final feliz.

Contexto histórico social.

O contexto histórico não é dos mais tranquilos na Coréia, tendo em vista que nos anos 70 o país vivia em uma espécie de regime militar. No drama isso é apresentado em alguns momentos, quando é citado sobre os toques de recolher, e também quando sabemos um pouco sobre os protestos estudantis, e a forma como quem era contra o regime da época era tratado(eles eram chamados de comunistas, e eram presos e também torturados). Essa parte foi um tanto tensa, mas me fez olhar para o drama com outros olhos.

Outra coisa que também me chamou a atenção era o comportamento das pessoas. Um dos personagens mais trabalhadores do drama, Joo Young-Choon, era tratado como escória pelo fato de ter sido preso em algum momento de sua vida. E isso me chamou muito a atenção, ele tinha uma vida difícil e cuidava com todo carinho de sua irmã, mas não importava o tanto que ele se esforçava e trabalhava, ele ainda era considerado um marginal e as pessoas mal olhavam pra ele.

Trilha Sonora

E por fim a trilha sonora, sério, vale e muito a pena assistir esse drama especialmente pela trilha. Só musicas clássicas maravilhosas da década de 70 cantadas de maneira maravilhosa. Estou procurando feito louca pela trilha sonora, pois em muitos momentos me pegava cantarolando as musicas enquanto assistia ao drama.

Enfim, esse entrou pra lista de dramas queridos de 2017 e simplesmente não entendo porque ele teve somente 8 episódios, mas por outro lado acredito que o fato de ter tão poucos episódios é que fez ele ser tão espetacular. O drama está disponível no Viki, mas caso vocês não tenham assinatura também pode ser encontrado em alguns fansubs. Se eu recomendo? Com toda certeza, pois esse foi um drama que aqueceu o meu S2.

You Might Also Like...

9 Comments

  • Reply
    Beatriz Cavalcante
    18 de outubro de 2017 at 2:35 pm

    Olar, Amanda!

    Eu nunca mais assisti nenhum dorama e adorei sua dica. Vou até procurar para ver. Adorei o nome e me lembrou aquele grupo de meninas. Pelo jeito deve ter algumas delas como personagem mas como eu sou meio noob nos nomes não consegui saber. HAHAHA

    • Reply
      Amanda Almeida
      24 de outubro de 2017 at 8:47 am

      Parece mesmo Bea, Recomendo esse pra assistir viu, é curtinho e tem uma história maravilhosa.
      bjus

  • Reply
    Marla Almeida
    18 de outubro de 2017 at 3:47 pm

    Oi Amanda,
    Não costumo ver doramas, mas e bom saber que apesar dos poucos episódios, a trama se desenvolveu de forma satisfatória.

    *bye*
    Marla Almeida
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

  • Reply
    Kelen de Oliveira Vasconcelos
    18 de outubro de 2017 at 4:10 pm

    Oi Amiga!
    Fico muito feliz que tenha achado um drama com uma pegada totalmente diferente e que tenha te trago tanta coisa legal!
    Com certeza vou ver esse drama e poderemos conversar melhor, deixa só minha prova passar hhehee 😉
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    • Reply
      Amanda Almeida
      24 de outubro de 2017 at 9:20 am

      Tô só esperando você assistir esse drama amiga rsrs
      bjus

  • Reply
    Vivian San Juan
    18 de outubro de 2017 at 7:09 pm

    Olá Amanda!

    Não conhecia, mas adorei a dica! Gostei bastante do enredo, vou procurar para assistir.

    Beijos

    Vivian

    Saleta de Leitura

    • Reply
      Amanda Almeida
      24 de outubro de 2017 at 9:20 am

      Espero que goste Vivian.
      bjus

  • Reply
    Dai Castro
    22 de outubro de 2017 at 11:41 pm

    Eu não costumo ver doramas, mas adoro ver opiniões sobre! Até porque é um universo totalmente novo pra mim. Eu não conheço muito da história da coreia e deve ser interessante assistir prestando atenção também ao momento histórico! Que bom que as personagens femininas são inspiradoras! Mais um pontinho pra obra hahaha
    Beijos!

    • Reply
      Amanda Almeida
      24 de outubro de 2017 at 9:21 am

      Espero que tenha a oportunidade de assistir Dai. é um drama que vale a pena.
      bjus

    Leave a Reply