Por Amanda Almeida!
Filmes/Séries

#Filme – A Culpa é das Estrelas


Bom dia, leitores,
Há mais de um ano tive a ano tive a oportunidade de ler ACEDE, e ele se tornou com certeza um de meus livros favoritos de 2013. Quando soube que se tornaria um longa e que o próprio John Green estaria na produção pensei: Hey! Ai vem uma ótima adaptação literária. E não estava enganada.

A Culpa é das Estrelas foi um filme que me fez rir, chorar, ter raiva (Mônica sua Bitch!) e no fim foi impossível não me apaixonar ainda mais por cada um dos personagens. A adaptação ficou extremamente bem feita e é um exemplo de como se adaptar uma obra literária.

Falando um pouco do que senti vendo o filme, não sei se quem leu sentiu o mesmo, mas me deu uma vontade enorme de ter o livro por perto, e a cada citação clássica que aparecia no decorrer do mesmo, conferir se era igual. Mas no geral, a sensação que tive é que tudo estava de acordo com o que foi escrito, mesmo tendo algumas adaptações. Quando A Hazel leu o discurso, chorei litros, pois senti exatamente o que tinha sentido enquanto lia o livro. Em outros momentos ri de mais, e fiquei encantada com a química dos dois atores, pois tudo parecia muito natural e familiar entre os dois e com toda certeza essa química ajudou a transmitir verdade para quem assistia.

Quanto aos atore escolhidos, foram excelentes escolhas. Sei que a princípio alguns fãs torceram o nariz para as escolhas, mas o resultado final ficou tão bom que o fato do Gus não ter cabelo escuro e olhos azuis foi um mero detalhe. Shailene como Hazel também ficou muito boa, minha única tristeza foi o fato de que no cinema que fui não tinha uma opção legendada, só dublada, e a dublagem da Hazel especificamente ficou bem ruim em minha opinião.

Enfim, essa é uma adaptação que recomendo de olhos fechados, mesmo para alguém que não tenha lido o livro. A estória é linda, pois nos mostra que mesmo em uma situação tão extrema, como a vivência com um câncer, não te impedem de viver a vida como qualquer outra pessoa sem a doença, e talvez esse seja o ponto crucial. Hazel e Gus não tinham pena de si mesmos e aproveitaram o infinito deles até o fim. Não tenho mais o que dizer e pra falar a verdade nem sei(rsrs). Digo apenas apenas que se você não viu, veja, e se você viu, me diz o que achou.
Abraços,
Amanda Almeida

You Might Also Like...

15 Comments

  • Reply
    Raay Ferreira
    3 de julho de 2014 at 9:14 am

    Oiiii, depois de tanto tempo VOLTEI 🙂
    Amanda, tive a mesma vontade q vc de estar com o livro nas mãos, mas olha, achei tudo tão perfeito. Chorei, tbm ri muito, tive vontade de bater na cara da Monica, mas sem dúvida nenhuma esse livro, esse filme, esse autor são meus favoritos, e está super recomendado. Não dá pra falar muito né?! Se não eu conto tudo rsrsrs Mas acredite, até meu namorado chorou.
    Bjus e q saudade de comentar.

  • Reply
    Luiza
    3 de julho de 2014 at 2:00 pm

    Eu não vi o filme e nem li o livro, pois perdi alguém muito especial para essa doença e sei que vou chorar MUITOOO se ver ou ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

  • Reply
    Joi Cardoso
    3 de julho de 2014 at 2:41 pm

    Oi Amanda! Eu vi como você sabe e achei muito fiel, nossas as falas iguais….sou só elogios, mas se puder veja em legendado e diferença e as emoções sentidas são gritantes.

    Beijos Joi

  • Reply
    jacqueline
    3 de julho de 2014 at 3:28 pm

    Oie Amanda
    CHorei. Só de pensar que não vou assistir ao filme no cinema…snif, o coração sofre.
    Mas espero assistir logo, para saber o que irei achar. No início eu também torci o nariz para a escolha do ator que interpreta o Gus, mas quer saber? até que ele é gatinho rs
    bjos
    http://www.mybooklit.com

  • Reply
    Marla
    3 de julho de 2014 at 4:00 pm

    Oi Amanda,
    Ainda não vi o filme, mas e bom saber que apesar de algumas mudanças ele conseguiu passar a essência do livro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

  • Reply
    Larissa Santos
    3 de julho de 2014 at 7:18 pm

    Oi Amandinha,
    Apesar de não ter assistido o filme, os comentários acerca dele estão me fazendo avaliar a hipótese de vê-lo, como você disse que a adaptação merece ser exemplo. Seu eu assisti-lo volto aqui para contar o que achei.
    Beijocas ^^

  • Reply
    Bruna
    3 de julho de 2014 at 8:40 pm

    Oi Mandy.
    Eu li tbm o livro, porém não achei tudo isso e o filme quando fui no cinema estava com medo de ser a mesma coisa e dai que não foi, o filme me deu tudo aquilo que não senti no livro, pela primeira vez o filme foi melhor que o livro na minha opinião.
    http://contodeumlivro.blogspot.com/

  • Reply
    Ana Paula Barreto
    3 de julho de 2014 at 10:33 pm

    Essa história parece ter sido escrita para virar filme!! E o melhor é que deu certo, muito certo. *-*
    Infelizmente, ainda não tive a chance de ver. Mas por tudo o que tenho lido e ouvido, a adaptação ficou bem fiel à história original e os atores se sairam muito bem dando vida aos nossos personagens queridos!
    bjs

  • Reply
    Priih
    3 de julho de 2014 at 10:33 pm

    Oi, Amanda!
    Nossa, saí com o rosto inchado do cinema depois de ver esse filme. Ainda não consegui resenhá-lo, mas me emociono só de lembrar das cenas. Estou na metade do livro, então tive uma experiência “parcial” em relação ao quão fidedigna foi a adaptação. Mas achei muito bem feita até onde pude ler!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

  • Reply
    Iris Pereira
    3 de julho de 2014 at 10:36 pm

    Oi,
    Nossa também achei o filme lindíssimo. Confesso que chorrei mt, mas o que me confortou foi que todo mundo chorrou junto.
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

  • Reply
    Mariana FS
    5 de julho de 2014 at 5:35 pm

    Oi Amanda!
    Confesso que li só o primeiro e o último parágrafo da resenha para não pegar nenhum spoiler do filme, porque eu ainda não consegui assistir. Eu adoro ACEDE (como alguém poderia não gostar? rsrs) e tenho visto todo mundo falando bem do filme, o que é difícil de acontecer, principalmente quando é um livro assim tão amado. Que bom saber que a adaptação esteve à altura da obra do John Green.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

  • Reply
    Jéssica Maria
    6 de julho de 2014 at 11:23 am

    Acredita que ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e Mem ver o filme T-T
    Mas acho que não faz muita diferença por qual desses eu começo não é? Pois se a adaptação está tão boa não irei me decepcionar né .

  • Reply
    Amanda T.
    6 de julho de 2014 at 10:57 pm

    Heey!

    Concordo com você, a adaptação ficou sensacional, e conseguiu trazer se não a mesma, pelo menos boa carga da emoção do livro. Virei fã do Ansel, se eu já achava ele uma graça, agora admiro seu trabalho mais do que nunca. Ele foi o perfeito Gus, era tudo tão natural mesmo, como você disse. Também vi dublado, e odiei a voz da Hazel. Mas ok, relevei.

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

  • Reply
    Beatriz
    7 de julho de 2014 at 9:57 pm

    Oi…
    Nossa, concordo plenamente com você. Depois que eu assisti ao filme li o livro de novo 2 vezes, concerteza é um dos meus livros favoritos e eu o recomendo a todas as pessoas que pedem a minha opinião.
    Eu chorei litros no cinema e até o meu melhor amg se emocionou más se recusa a assumir que chorou, rsrsrs.
    Bjinhos.

  • Reply
    Karolyne Kazakeviche
    31 de julho de 2014 at 12:44 pm

    Eu assisti duas vezes no cinema, para ter noção (Claro que uma foi mó confusão por causa de outro filme, massss) E me emocionei nas duas vezes. Ótimo elenco e nota 10 para um filme que não esperava tanto assim.

  • Leave a Reply