Por Amanda Almeida!
Pessoal

Falando um pouco sobre faculdade e pós-graduação

Bom dia leitores, tudo bem?
Hoje acordei com vontade de escrever sobre algo diferente do que o normal. Queria falar um pouco sobre mim,  mas não específicamente. Não aquele tipo de coisa, tais como: qual a minha cor favorita? Ou, qual o meu livro favorito? Programa de Tv? Não, queria falar sobre algo não tão banal e quem sabe até inspirá-los(Olha a pretensão).

Pois bem, para quem não sabe, sou formada em Letras – mas isso não significa que eu saiba toda a gramática na ponta da língua e o significado de todos os vocábulos, não é bem assim ok? Isso é um estudo eterno e às vezes até mesmo profissionais da área cometem alguns escorregões.- Português e Inglês. Mas sempre fui apaixonada pela língua inglesa. Minha língua materna que me perdoe, mas eu prefiro inglês. Formei-me em 2011 e desde então tenho “licença” para ensinar. Coisa que eu nunca fiz, infelizmente, esperava passar no concurso mas… não foi dessa vez. Ok, mas deixando de enrolação, hoje queria falar com vocês sobre o curso de Letras e sobre pós-graduação.

E a primeira coisa que eu gostaria de dizer é: O curso de letras não é somente para formar professores. Sempre que falo para alguém que sou formada em letras, a(s) pessoa(s) logo pensa que é quase uma obrigação que eu seja professora. A pergunta “E você está dando aula onde?” vem quase que no automático. Mas não é bem assim. O profissional de letras tem um campo bem interessante de trabalho. Além de lecionar, há a possibilidade de trabalhar na área de revisão textual que pode possibilitar para ao profissional trabalhar em editoriais, escritórios entre outros, sem mencionar os pesquisadores. Confesso que já me imaginei trabalhando em uma editora fazendo revisões. Já imaginou ler todos os livros, antes de qualquer pessoa? Para quem é apaixonada por livros seria um trabalho, que no fundo não seria tão trabalhoso assim.

Outro campo de trabalho, e isso é possível apenas para quem tem dupla nomenclatura, ou um curso específico, é a tradução. E sim pessoal, quem é formado em letras PT-IN(ou qualquer outro idioma) pode trabalhar com tradução também, para isso não é necessário ser formado em tradução, mas ter uma especialização no ramo. Sempre quis trabalhar nessa área, acho simplesmente maravilhosa apesar de ser um dos ramos mais complexos, afinal, traduzir algo não é pura e simplesmente pegar um texto e colocá-lo na nossa língua. Há uma série de aspectos que precisam ser levados em consideração: língua, cultura, hábitos. Essa é uma especialização que eu ainda pretendo fazer, pois um de meus projetos é justamente trabalhar com tradução literária.

Mas agora falando um pouco (mais) de mim, hoje estou fazendo Pós Graduação em Literatura Inglesa. E há quem pense que isso é coisa de doido – às vezes até eu mesma penso- porém, literatura é algo tão complexo e profundo que sempre tive vontade de estudar mais a fundo. Na faculdade tive a sorte de ter ótimos professores de literatura, em especial no campo da língua inglesa, e esse estudo em especial sempre me chamou atenção por suas particularidades. E não é um estudo chato, pode ser maçante às vezes, mas quando se entra nas matérias específicas, e você começa a perceber o sentido de cada movimento literário, além de conhecer cada autor, começa a fazer sentido e a ficar bem interessante. Talvez por esse motivo, assim que conclui a faculdade resolvi criar o blog, pois nunca quis me afastar desse universo.

Concluindo, espero que vocês tenham gostado desse post diferente, e quem sabe ele até inspire alguém a fazer Letras, pois para mim é um curso muito bom, mesmo não sendo o curso com os melhores salários. Contudo, como eu sempre digo, não é o curso que faz o salário, mas sim o profissional. Espero falar um pouco mais sobre isso em um futuro próximo, ou quem sabe falar um pouco mais da minha pós, quando as matérias específicas começarem. E vocês? Já fazem faculdade? Que cursos pretendem cursar? Me falem, quero conhecer um pouco mais sobre vocês.
Um grande abraço,

You Might Also Like...

No Comments

  • Reply
    Ana Paula Barreto
    6 de março de 2014 at 11:07 am

    Muito bacana o post!
    Eu já fiz uma faculdade e uma especialização, mas no futuro pretendo cursar uma segunda graduação.
    Acho bacana você contar sobre a sua profissão. Afinal, quem não fez, não sabe ao certo.. só “chuta”. Pode ser mesmo que alguém resolva cursar depois de ler o seu relato!
    obs: Não fiz Letras, mas concordo com você que a língua inglesa é bem mais interessante! rs
    bjs

  • Reply
    Paula Zawatski
    6 de março de 2014 at 12:25 pm

    Bom dia, Amandinha!
    Amei o post, muito interessante saber sobre tua vida, tua profissão…
    Sou acadêmica de Engenharia Civil, isso depois de desistir de Comunicação Social, que foi depois de eu não prestar o vestibular para Letras, isso mesmo, me inscrevi para letras, mas não formou turma :/, mas ainda quero cursar, pois meu sonho sempre foi ser escritora, então né.
    Mas enfim, bom saber que teu amor pelas palavras é bem forte.
    Beijos

  • Reply
    Becky
    6 de março de 2014 at 6:18 pm

    Oi, que legal seu blog!

    http://www.confissoesdeleitura.blogspot.com

  • Reply
    Joice
    6 de março de 2014 at 6:35 pm

    Oi Amanda! Eu sou do tipo que nao paro em lugar ja troquei de faculdade algumas vezes e nao completei nenhuma. As penso que nao sei que rumo seguir…hahha

    Mas é assim. Hoje estou buscando uma vida profissional em cima do que gosto e acho que é o melhor rumo a se seguir.

    Adorei o post. Bjs

  • Reply
    Paloma
    6 de março de 2014 at 8:43 pm

    Nossa…que tudo Amanda! A nossa língua é muito difícil e realmente ás vezes damos escorregões, mas é assim mesmo. Desejo muita sorte para você nessa nova fase e nem sabia que tinha pós em literatura inglesa, show! Ai…como me arrependo de não ter feito Letras!
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

  • Reply
    Vanessa Sueroz
    7 de março de 2014 at 7:17 am

    Oie,
    gostei bastante. Bom saber que faz revisão. Sempre estou procurando gente para revisar meus livros e ultimamente estou em busca de alguém para traduzi-los também rsrsrs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

  • Reply
    Gabrieli Prates
    7 de março de 2014 at 2:50 pm

    Oi, Amanda!
    Adorei o post, já que é algo que eu nunca havia lido sobre em blogs.
    Acho incrível você estar fazendo pós de Literatura Inglesa, pois é uma das minhas paixões. Desde pequena sempre gostei muito de inglês, e, agora que estou prestes a me formar, fico cada vez mais encantada com o idioma.
    Ser revisora ou tradutora seria tão legal! Desejo muuito sucesso a você, por que trabalhar com livros deve ser o paraíso.

    Beijos!

  • Reply
    Jacqueline
    7 de março de 2014 at 3:33 pm

    Oie Amanda
    gostei do post, acho interessante tornar o blog mais pessoal, e através do seu post sinto que conheci uma parte de você que eu não imaginava. Jurava que você era adolescente rs Engraçado como as pessoas rotulam certas profissões. Eu por ser farmacêutica, a maioria já fala: você é balconista em farmácia? aff, que ódio dar ouvir isso. Fora quando me pedem pra receitar remédio, ou perguntam qual remédio substitui outro, pensando que sei o nome de todos os medicamentos.
    Acho o trabalho de revisor muito legal. Fora que uniria duas paixões né.
    bjos

    • Reply
      Jacqueline
      7 de março de 2014 at 3:33 pm

      errei ai em cima: que ódio DÁ ouvir isso.

  • Reply
    Claudia
    7 de março de 2014 at 3:47 pm

    Adorei saber um pouquinho mais sobre sua profissão. Eu sempre achei que era uma área mais voltada para dar aula mesmo. Acho que toda profissão tem esses estereótipos né? Quando eu falo que faço psicologia logo vem as perguntas clássicas: Você vai abrir um consultório? Você vai tratar os loucos? Sendo que o campo da psicologia é muito vasto, assim como o de Letras. É uma questão de cultural, adorei o post
    beijos
    http://leitoraemlondres.blogspot.com.br/

  • Reply
    d e s s a
    7 de março de 2014 at 8:34 pm

    Ah, adorei o post. Sabe que tenho vontade de cursar Letras depois que terminar minha faculdade de Hotelaria? *-*
    Claro, sei de tudo isso que não é só para ser professora e tal, mas sei lá, olhei as cadeiras e gostei tanto. <3 rs
    beijos

  • Reply
    Bruna
    7 de março de 2014 at 9:55 pm

    Oieee, amei o post e até tive vontade de cursar letras, mas descobri que meu dom é com os animais mesmo. hahahaha
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

  • Reply
    Amanda T.
    8 de março de 2014 at 2:31 am

    Ooooi xará, tudo bom?

    Eu também prefiro o inglês, é tão bonita e tão foda de se falar! Vou ser bem sincera com você, até o ano passado eu era assim também, de achar que formados em letras seriam sempre professores. Ignorância da minha parte, eu não conhecia ninguém que tivesse feito a faculdade. Mas aí meu primo começou a fazer e eu vi que não era bem assim. Ah que legal, tradução literária deve ser show mesmo, assim como a sua pós em literatura inglesa, tão rica! Adorei o post flor! E vou começar a faculdade segunda feira! haha mas eu sou sádica, fui pro lado da medicina!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

  • Reply
    Paula
    8 de março de 2014 at 1:50 pm

    Eu faço Engenharia Civil, não vou dizer que morro de amores pelo curso, mas estou gostando.
    Não sou uma das maiores fãs da Língua Inglesa, começo o curso, paro, recomeço. Consigo me comunicar em inglês razoavelmente bem e ler também, mas não me peçam para escrever um texto (…)
    Muito bacana sua postagem! 😀

    Bejinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

  • Reply
    Leandro de Lira
    9 de março de 2014 at 5:44 pm

    Oi Amanda!
    Eu, particularmente, ainda pretendo cursar Letras. Apenas como um hobby, sabe?
    Atualmente, curso Psicologia e curto. É um bom curso. Mas sempre tive vontade de cursar Letras. No entanto, por motivos pessoais, acabei deixando para depois.
    Ler este post deixou-me bem animado, porque assim como você, amo Literatura Estrangeira. Espero que você ame cada vez mais sua área e cresça bastante.
    Adorei o post! (:

  • Reply
    Marla
    9 de março de 2014 at 10:20 pm

    Oi Amanda,
    Para ser sincera nunca parei para pensar sobre o curso de letras, quando decidi fazer Adm. Geral, mas achei interessante a ideia de trabalhar como tradutora e revisora. Particularmente inglês nunca foi o meu idioma favorito, mas tenho aprendido a gostar dele. Ótimo post!!

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

  • Reply
    dnisin
    9 de março de 2014 at 11:27 pm

    Tem certeza que esse post não foi escrito por mim? kkkkkkkkkkkkk
    Eu estou passando pela mesma coisa que você relatou no começo do texto, eu me formei tem um ano em Letras e não consigo arrumar emprego na área e dai to igual uma barata tonta procurando cursos na área para fazer e que não sejam caros. O pior é a falta de emprego, porque não dá pra viver parada, sem dinheiro. Muito triste, mas acontece com muitos.

    Bjs, @dnisin
    http://www.seja-cult.com

  • Reply
    Larissa Santos
    11 de março de 2014 at 2:54 pm

    Oi Amanda,
    O seu post só não me inspirou porque minha área é a área das exatas, mas fiquei surpresa pela vastidão que a graduação em Letras pode proporcionar. Muito sucesso Amanda e espero ler vários livros com traduções feitas por você.
    Beijocas ^^

  • Reply
    Raay Ferreira
    12 de março de 2014 at 2:40 pm

    Oie Amanda.
    Adorei o post. Não sou tão apaixonada por inglês como vc, mas sempre gostei de línguas. Até fiz um curso básico de inglês (que não aprendi quase nada), mas até que gostei muito e penso em fazer um melhor.
    bjs

  • Reply
    nathay ferrer
    16 de março de 2014 at 12:31 am

    Confesso que sou uma dessas pessoas que quando vê alguém falando sobre o curso de letras logo associa com professores. Acredito que isso aconteça pelo fato de não ser tão divulgado os outros ramos dessa área. Geralmente, quem pensa em fazer uma graduação em Letras, pensa em ensinar. Claro que existe exceções né?
    Enfim, parabéns pelo tópico, realmente foi interessante saber um pouco mais sobre a sua área de atuação.

  • Reply
    David Galan
    31 de março de 2014 at 3:02 am

    Não sou um dos maiores fãs da teoria que envolve toda a história da literatura, gosto de ler, apenas.
    Por gostar de ler e já trabalhar na área optei pelo direito, sei que é uma opção saturada já, só que com um leque bem grande de futuros empregos.
    Também prefiro a língua inglesa…kkk
    Mesmo sendo um amante das palavras não me vejo cursando Letras hoje (já pensei muitos anos atrás em o fazer), mudei de ideia e atualmente não sei teria mais paciência para aprender de verdade o português.

  • Leave a Reply